Características da célula fotovoltaica

No post de hoje falaremos sobre a célula fotovoltaica e o circuito elétrico equivalente utilizado para representar seu funcionamento.

A célula fotovoltaica pode ser descrita e estudada de maneira eficiente por um modelo baseado por elementos de um circuito elétrico equivalente, com o intuito de facilitar a compreensão e estudo. O modelo de um diodo representado na figura é bastante utilizado para a descrição do comportamento elétrico das células fotovoltaicas. Neste modelo a corrente gerada pelo efeito fotovoltaico é representada por uma fonte de corrente, a junção pn é análoga a um diodo que incorpora os efeitos da corrente de saturação reversa e fator de idealidade do diodo.

Complementando o modelo, é acrescentado uma resistência em série RS e uma resistência em paralelo RP que reúnem em um componente resistivo diversos fatores que originam perda de potência. A resistência série de uma célula fotovoltaica é originada principalmente pela resistência do contato superior da célula, resistência do material da célula, resistência do contato da grade condutora na face anterior da célula, resistência ao longo do barramento e dos dedos de contato na parte anterior da célula. Já a resistência em paralelo tem origem, principalmente, em fugas de corrente pelas bordas das células, em pequenos curtos circuitos ou qualquer outro caminho alternativo para a corrente fotogerada. Este circuito pode ser usado para uma célula individual, para um módulo ou para um conjunto de vários módulos.

 

Continue lendo:

Efeito fotovoltaico

Junção pn

Materiais semicondutores

As gerações de módulos FV